Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Famosos » LUTO

Nossa homenagem ao humorista Paulo Gustavo

O Glow News traz uma análise sobre os looks da personagem Dona Hermínia

Bárbara Blanco Publicado em 04/05/2021, às 22h00 - Atualizado em 19/05/2021, às 18h44

Imagem Nossa homenagem ao humorista Paulo Gustavo

O ator Paulo Gustavo faleceu no dia 4 de maio, após semanas lutando com o coronavírus. Internado desde 13 de março por complicações da Covid-19, Paulo Gustavo foi entubado na UTI de um hospital na Zona Sul do Rio de Janeiro oito dias após sua internação. Neste período, o artista apresentou oscilações e foi submetido a diversos tratamentos, mas não resistiu depois de ter uma embolia gasosa que o levou a ter morte cerebral.

Paulo Gustavo era ator, humorista, diretor e apresentador brasileiro. Tinha 42 anos e deixa seus dois filhos, Romeu e Gael, que completam dois anos de vida em agosto de 2021. Além de seu marido Thales Bretas, com quem era casado há 5 anos, e uma legião de fãs por todo o país.

Sem dúvidas, ele deixará um legado memorável e, como uma forma de homenagem ao ator, a reportagem trouxe um pouco da trajetória de um dos humoristas mais queridos que o Brasil já teve.

Desde novo, o ator já demonstrava muito carisma. A mãe de Paulo conta que ele sempre quis ser artista e estar nos palcos, ele dominava a cena.

Após iniciar carreira nas artes, ele conquistou as telonas e o coração de muitos brasileiros. Com passagens por programas como “220 Volts” e “Vai que Cola”, o humorista coleciona personagens como a Senhora dos Absurdos, a Mulher Feia e A Famosa, que lhe deram grande destaque. Mas seu principal personagem foi a Dona Hermínia. Inspirada na mãe do ator, a Dona Déa Lúcia, a protagonista da trilogia “Minha mãe é uma peça” tornou os filmes um sucesso de bilheterias em todo o Brasil.

A Dona Hermínia representa a mãe que precisa se redescobrir ao perceber que seus filhos cresceram. Paulo conta que se baseou no estereótipo da dona de casa para a personagem, seguindo o nosso senso comum. Apesar de estar longe de ser submissa, ela representa uma mulher madura, que é fiel a certos valores e tradições. A personagem usa a moda como uma de suas principais formas de expressão e seus looks são a prova disso!

De acordo com Deh Burmeister e Nati Carvalho, consultoras de imagem e estilo da Consultoria Se Vira no look, o figurino de Dona Hermínia é inspirado nos papéis que ela desempenha nos seus relacionamentos diários, em especial como mãe e dona de casa. “Ela retrata grande parte da classe média brasileira, que se dedica quase integralmente aos filhos e esquece de cuidar de si, não tendo tempo nem de tirar os rolos da cabeça”, relatam.

Com dois filhos já desenvolvidos, Dona Hermínia não se sente mais necessária, se vê de escanteio. Isso é demonstrado em suas roupas. Ela aparece constantemente em roupas desleixadas, que remetem a mulheres mais velhas e sem interesse por sua aparência. Os cabelos regularmente bagunçados e a pouca maquiagem demonstram nela uma característica típica de mãe-esposa, que não se enxerga como mulher sedutora.

“É um personagem que não segue tendência, usa sempre vestidos floridos com estampas pequenas o que caracteriza uma mulher receptiva, protetora, sonhadora, que sonha com filhos perfeitos, fazendo o público se identificar com suas mães. A padronagem dos vestidos demonstra estar em uma zona de conforto em relação à sua imagem”, completam as consultoras.

dona hermínia
Foto: Reprodução filme “Minha Mãe É Uma Peça 1”

Com o passar dos filmes, conforme ela vai se reconhecendo como uma mulher de sucesso, isso é traduzido em seus looks. Quando Dona Hermínia compreende que há mais em si do que apenas uma mãe divorciada, ela usa cores mais fortes, estampas mais modernas, cabelos mais arrumados com frequência e maquiagens que lhe fazem jus

“No filme 2 ela passa a se olhar mais, abandonando a estampa de flores pequenas e padronagem única, usando saias lisas e blusas com flores maiores. E, finalmente, no filme 3 já tem um olhar diferente sobre si, usando roupas mais lisas, cores fortes e cintura marcada que favorece a silhueta deixando ela mais feminina e empoderada”, explicam Deh Burmeister e Nati Carvalho.

dona hermínia
Foto: Reprodução filme “Minha Mãe É Uma Peça 2”

Mas se engana se você acha que ela deixa completamente de lado os bobes e vestidos floridos, esses ela guarda para situações descontraídas, momentos em que empenha o papel de mãe ou está vulnerável, por exemplo quando precisa ser atendida no hospital. Porém agora com a adição de elementos para demonstrarem seu verdadeiro eu, como brincos, cintos e bolsas. Após o momento em que o personagem cresce, ela nunca volta totalmente a se vestir sem pelo menos toques da nova personalidade. Seu estilo está completamente atrelado aos seus sentimentos sobre si e seu papel como mulher, mãe, apresentadora, amiga, etc.

dona hermínia
Foto: Reprodução filme “Minha Mãe É Uma Peça 3”

Além das gargalhadas, “Minha mãe é uma peça” traz também uma reflexão sobre a terceira idade. Sem trabalhar, divorciada e com filhos adultos construindo suas próprias famílias, a personagem sofre, se sente sozinha e renegada, porém Dona Hermínia descobre que ainda tem valor, descobre um novo sentido para a vida, sem nunca deixar de ser uma mãe presente e uma mulher de força.

Com uma mensagem sensível e uma personagem extremamente carismática, Paulo Gustavo marcou para sempre o cinema e o humor nacional.