Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Famosos » DESABAFO

Juliana Caldas surge aos prantos ao denunciar preconceito em filme de Leandro Hassum: "Não dá para aceitar"

A atriz usou as redes sociais para manifestar sua decepção

Redação Publicado em 01/12/2021, às 15h22

Juliana Caldas, Leandro Hassum - Reprodução/Instagram
Juliana Caldas, Leandro Hassum - Reprodução/Instagram

Nesta terça-feira (30), Juliana Caldas surgiu aos prantos nas redes sociais após assistir o novo filme estrelado por Leandro Hassum, "Amor Sem Medida", da Netflix.

O longa-metragem dirigido por Ale McHaddo fala sobre o romance entre uma advogada, vivida por Juliana Paes, e um médico de baixa estatura, interpretado por Hassum. 

Juliana reprovou a atração ao ver que a produção utilizou computação gráfica para "diminuir" a altura do ator.

"Estou aqui gravando esse vídeo para falar sobre um filme. Na verdade, para dar a minha opinião sobre um filme que está na Netflix, um filme brasileiro que aborda o tema nanismo. Nossa, bacana! Só que não...", iniciou ela.

"Primeiro porque a pessoa que faz o personagem que tem nanismo... o ator não tem nanismo, que é o próprio Leandro Hassum. Eles fizeram computação gráfica, diminuíram em computação gráfica, essas coisas, para mostrar que ele tem baixa estatura. E, depois disso, a maior parte do filme tem piadas totalmente capacitistas, totalmente preconceituosas e que, cara... Não dá para aceitar hoje em dia", continuou.

Caldas ainda disse que se o preconceito abordado fosse racial ou de gênero, o filme "não seria bem aceito e o assunto estaria sendo levado a sério":

"E não dá assim. Não dá mais para aceitar hoje mais um filme que faz você sentar e rir disso, rir dos outros, rir da condição do outro, sabe? No caso, né, da deficiência do nanismo. O nanismo é considerado uma deficiência. Aí você rir disso hoje em dia não dá mais para aceitar", disparou.

Por fim, a atriz contou que não conseguiu assistir o filme inteiro devido à falta de empatia da produção. Ela ainda chegou a abordar seu papel na novela "O Outro Lado do Paraíso" (2018 - Globo), falando sobre a importância de sua personagem que sofria preconceito por ser anã:

"Não se dava margem e abertura para você rir disso. Pelo contrário. Se dava abertura de você questionar, sim, sobre muitas coisas e para pensar o quanto isso fere o próximo. Você é chamado de monstrengo, você comparando ou infantilizando a pessoa com nanismo", finalizou.

Veja:

Assista!

Matheus Baldi revela o valor e mostra como é por dentro das mansões de Luciano Huck, Neymar Jr., Anitta, Rodrigo Faro e Gusttavo Lima! Veja!