Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Famosos » Polêmica!

Depois de polêmica com Gi Lancelotti, saiba quem são os outros famosos “acusados” de furar fila da vacina

Confira famosos que foram centro de críticas em torno da vacina contra o coronavírus

Redação Publicado em 17/06/2021, às 12h16

Reprodução
Reprodução

Depois da sensação de alegria, alívio e esperança de muitos por poderem ser imunizados contra o novo coronavírus, começaram a surgir diversas acusações quanto a pessoas que encontraram uma forma de burlar a ordem prioritária das campanhas de vacinação e tomar logo a sua dose da vacina. Entre aquelas que fazem parte da polêmica, estão algumas celebridades! 

Relembre com o Glow News os casos de famosos acusados de darem um “jeitinho” para furar a fila da vacina da Covid-19.

Giovanna Lancellotti

Giovanna Lacellotti em post em rede social. Foto: Reprodução/ Instagram

Na segunda-feira, dia 14, a atriz Giovanna Lancellotti foi vacinada contra a Covid-19 em Fernando de Noronha. A ação da artista está impulsionando comentários e críticas do público sobre ela ser uma possível “fura-fila”. A atriz, que acredita não ter praticado algo irregular, foi vacinada pela primeira dose do imunizante AstraZeneca/Fiocruz, na quadra da Escola Arquipélago e, por telefone, confirmou ao G1 que se vacinou por estar prestando serviço de criadora de conteúdo digital em uma pousada local.

A vacinação na ilha é voltada para moradores e trabalhadores residentes, essa é a informação fornecida pela Administração de Noronha. O G1 também questionou o governo local se há ilegalidade na aplicação da vacina em Giovanna, mas não obteve retorno.

Kiko, do KLB

Kiko e esposa em foto publicada no Instagram do cantor. Foto: Reprodução/ Instagram

Em 19 de março deste ano, o cantor Kiko, da KLB, foi personagem central da coluna de Fábia Oliveira, no jornal carioca O Dia. O vocalista da banda, formada pelos três irmãos paulistas, Kiko, Leandro e Bruno, que foi sucesso no começo dos anos 2000, teria causado tumulto ao furar fila de vacinação nos EUA.

Kiko e sua esposa, Francine Pantaleão, após passarem o período necessário de quarentena em Cancún para entrar no país, chegaram em março à Flórida, nos Estados Unidos, para receber a primeira dose da vacina. Porém, segundo brasileiros que estavam no mesmo posto que o casal, os dois teriam causado uma confusão e paralisado a vacinação.

"Os donos de uma empresa de aluguel de carros estavam na fila. Eles (Kiko e a mulher) pararam o carro do outro lado e entraram no carro desses empresários que já estava parado na fila. No carro estavam esse casal, os filhos e depois mais eles dois (Kiko e Francine). Foi o maior barraco, porque todos começaram a reclamar, porque já tinha gente há cinco horas na fila. O Kiko e a mulher dele vieram do Brasil e fizeram quarentena em Cancún para então vir pra cá tomar a vacina", conta uma testemunha, que segundo a coluna do O Dia, preferiu não ser identificada. Devido à briga, a vacinação foi paralisada temporariamente naquele local até a ordem ser estabelecida, prejudicando vários indivíduos que esperavam chegar a sua vez. 

Solange Couto

Solange Couto em foto compartilhada em rede social. Foto: Reprodução/ Instagram

"Não tomei a vacina tomando a frente de ninguém, não desrespeitei nenhuma norma. Pessoas estão fazendo comentários desnecessários. Não tomei a vacina por ser famosa nem por ser rica, não paguei. Tomei por direito", afirmou Solange Couto. A atriz Solange, de 64 anos, também esteve no centro de uma polêmica relacionada à vacina contra o novo coronavírus. A global tomou a primeira dose da vacina em janeiro, no Retiro dos Artistas, uma casa que acolhe artistas idosos, e foi alvo de várias críticas e acusações de que ela teria "furado fila”. Segundo a administração da casa de repouso, todos os 57 residentes do espaço receberam a primeira dose do imunizante no dia 20 de janeiro.

Após o ocorrido, Solange justificou que foi vacinada por ser residente do local e fazer parte do grupo de risco. Além disso, também criticou os comentários de seguidores que a acusaram. "Sou residente do Retiro desde 23 de outubro de 2020. A razão de eu ter tomado a vacina é porque eu tenho 64 anos, sou cardiopata e por estar residente fixa no Retiro eu tenho direito a tomar", disse, se referindo ao decreto legal de que casas de repouso de idosos estão inclusas nos grupos prioritários da vacina.