Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Famosos » Luto

"Deprimida" pós-morte de Paulo Gustavo, Tatá Werneck revela perda de peso

A apresentadora relatou dificuldades para se alimentar devido ao luto vivido após a morte do humorista

Redação Publicado em 15/07/2021, às 17h51

Reprodução
Reprodução

Na tarde desta quinta-feira, dia 15, Tatá Werneck falou em suas redes sociais sobre o período de luto que viveu após a morte do humorista Paulo Gustavo e relatou que teve dificuldade para se alimentar, o que teria acarretado em uma perda de peso. “Quando Paulo morreu, eu cheguei a 40 quilos”, relatou a apresentadora. Em janeiro deste ano, Tatá, que tem 1,53m de altura, estava pesando 43 quilos.

O assunto começou quando Tatá disponibilizou uma caixinha de perguntas para os seus seguidores. A humorista compartilhou um dos comentários recebidos, com os dizeres “está muito magra, tem que ganhar umas gordurinhas”. Tatá respondeu que já teria ganhado dois quilos recentemente e que estava lutando para superar as dificuldades em se alimentar, algo que diz sentir desde mais nova quando está deprimida. “Quando estou triste, não fico com fome nenhuma. Isso é até uma coisa antiga minha. Quando eu tinha uns 12 anos, fiquei um ano internada com desidratação”, relata a apresentadora que diz estar enfrentando o mesmo problema atualmente. “Fiz vários exames para ver se era só alguma coisa emocional. Graças a Deus estava tudo bem e era emocional mesmo. Fiquei sem fome, tendo que forçar para comer.”

A jornalista de 37 apareceu emocionada por lembrar da morte de Paulo e ainda disse que, enquanto estava muito magra, recebeu comentários positivos sobre o seu corpo. “As pessoas me davam parabéns. Eu estava muito magra porque estava deprimida e as pessoas falavam ‘mas está ótimo’. Eu dizia ‘ótimo não, não estou saudável’”, revela Tatá, que deixou claro não achar correto opinar sobre a aparência do outro. “Estar magra não é um elogio, como também não é uma ofensa”, disse em seu Instagram.

Para concluir, Tatá disse que as pessoas comentam sobre ela ter “barriga grande” ou “estrias”. "Falam ‘ela tem estria porque teve bebê’, como se fosse um aval para ter algo que eu sempre pude ter. As pessoas ficam pressionando a gente”, relatou e ainda falou um palavrão em tom de brincadeira. “Não existe perfeição, perfeição é ser do jeito que você é”, finaliza.