Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Famosos » Carreira

De médica à engenheiro, descubra a formação de alguns ícones da TV

Alguns famosos mudaram drasticamente as suas carreiras após finalizarem o curso de graduação na faculdade

Redação Publicado em 01/07/2021, às 17h48

Reprodução
Reprodução

A ex-apresentadora da Rede Globo, Rafa Brites anunciou em suas redes sociais nesta terça-feira, dia 29, que foi aprovada no curso de psicologia e agora será caloura na faculdade. A jornalista afirmou que sempre quis estudar a mente e o comportamento humano, por isso optou pelo curso.

Rafa não é a única celebridade da televisão brasileira que optou por ter uma graduação em um curso superior diferente das suas atividades na TV. Confira com o Glow News quem são alguns desses famosos:

Tatá Werneck

A apresentadora e humorista Tatá Werneck é formada em três cursos! A atriz se graduou em Publicidade e Propaganda pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), depois, optou pela formação em Artes Cênicas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). Recentemente, a apresentadora ainda revelou que é formada em Jornalismo e fez dois semestres do curso de Desenho Industrial, mas que largou para seguir sua carreira dos sonhos. "Fiz Jornalismo, Publicidade e Artes Cênicas. Ainda fiz dois períodos de Desenho Industrial, mas larguei. Ou seja, três faculdades", contou Tatá nas redes sociais!

Zezé Polessa

A atriz Maria José de Castro Polessa, conhecida pelo nome artístico Zezé Polessa, iniciou sua vida profissional no curso de Medicina na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Durante uma entrevista ao programa “Encontro com Fátima Bernardes”, a atriz revelou como foi que escolheu a profissão: "Meu tio era médico cirurgião. Ele operou a minha mãe e eu achei, na minha infância de 9 anos, que ele tinha a salvado, então virou meu ídolo. Quando ele soube que eu fui estudar medicina, ficou louco, disse que ia passar a clínica para mim e tudo mais. No primeiro ano da faculdade, ele me levou pra ver cirurgias com ele e eu desmaiava! Aí, na décima, ele começou realmente a ficar preocupado e disse 'você pode tentar outras especialidades'", relatou. Durante sua formação, Zezé também fazia participações em peças amadoras de teatro, mas foi apenas após concluir sua pós-graduação em medicina social que optou pela carreira de atriz.

Marcelo Tas

O diretor, jornalista e apresentador de televisão Marcelo Tas na verdade é formado em Engenharia Civil pela escola politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Apesar do curso de exatas, Marcelo se dividia para conseguir escrever um jornal de humor chamado “Cê-Viu?”, uma paixão do estudante. O jornalista pegou seu diploma em 1983, mas logo partiu para a dramaturgia, quando começou a trabalhar com o diretor Antunes Filho. Posteriormente, ele tentou cursar Comunicação Social na Escola de Comunicações e Artes (ECA), da USP, mas não concluiu a graduação.

Luciano Huck

O apresentador de TV Luciano Huck iniciou sua carreira cursando a faculdade de Direito, pela Universidade de São Paulo (USP). Na mesma época, Huck abriu um bar em São Paulo com outros três amigos, tudo isso enquanto estudava para se formar. O empreendimento deu muito certo e gerou certa visibilidade para Huck, que recebeu um convite para trabalhar em uma redação de um jornal como colunista e abandonou a faculdade de direito para se tornar o comunicador que vemos hoje em dia nas telinhas da Rede Globo.

Ana Maria Braga

A apresentadora Ana Maria Braga estudou Biologia, pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), de São José do Rio Preto. A profissão dos sonhos de Ana Maria era a medicina, porém, por ser um curso muito caro e concorrido, a jornalista optou por Biologia. Em algumas ocasiões, a apresentadora do programa “Mais Você” já relatou a dificuldade que teve em entrar na faculdade devido ao seu pai conservador que não queria a filha estudando. “Eu queria fazer faculdade e ele dizia que filha dele não fazia. Fugi de casa e fui cursar Biologia”, explicou. Após sair da casa dos pais, Ana Maria precisou trabalhar para ter uma renda extra. Trabalhou como professora do primário, secretária, assessora, até conseguir uma oportunidade em jornalismo, momento em que abraçou sua paixão pela profissão.