Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Famosos » Luta contra as drogas

Da briga com Anitta e do vício em cocaína a uma vida em paz: a superação de Léo Dias comemora um ano

Após um período turbulento e muitas polêmica, Léo Dias celebra um ano da sua mudança de vida

Matheus Baldi e Bárbara Blanco Publicado em 16/06/2021, às 19h21

Reprodução
Reprodução

O jornalista Léo Dias usou as redes sociais para comemorar hoje, dia 16, o “aniversário” de um ano da sua mudança do Rio de Janeiro para o Pernambuco.

Sem dúvidas, a mudança foi muito mais que geográfica nesse período. É nítido! Léo tem sido vitorioso na luta contra seus medos, não tem tido contato com pessoas e ambientes que despertam os famosos “gatilhos”. Quem acompanha o jornalista percebe que o olhar e o jeito de falar também estão diferentes. Léo está mais leve.

Acreditem que por um certo tempo, o vício em drogas tenha parecido ser “benéfico” e “estratégico” para o seu trabalho de jornalista. Sempre elétrico e muito dedicado, ele sempre estava nos eventos e próximo de pessoas influentes que também se “divertiam” com o “proibido”. Léo é intenso, sempre se destacou nos veículos por onde passou, a entrega acontece em todas as áreas da sua vida. Foi numa dessas que ele descobriu o vício que, inclusive, ele luta com braveza todos os dias. Além da terapia, o jornalista ganhou uma ajuda super especial. Ele adotou a Doha. É impossível não se encantar com os momentos fofos que ele compartilha ao lado de sua companheira de todas as horas.

“Há um ano, eu cheguei em Pernambuco. Achei que iria ficar uma semana apenas. Voltei pro Rio só pra pegar mais roupas, voltei e fui ficando. Hoje eu tenho certeza de que foi Deus que me trouxe para a terra da minha mãe e da minha avó. Foi Deus quem mandou a minha filha pernambucana (Doha - cachorra de Léo). Minha vida é outra aqui. Minha cara é outra”, contou o jornalista em uma publicação no Instagram.

Relembre alguns momentos

Léo nunca escondeu que enfrenta problemas com o vício em drogas e ele relata que esse foi o motivo para a mudança. Segundo o jornalista, era preciso recomeçar.

O jornalista luta contra a dependência química desde os 21 anos. Ele conta que ficou mais intenso quando morou por um período na Austrália e teve contato maior com as drogas. “Eu usava muito ecstasy, foi a droga pontapé inicial. Eu cheguei a usar em um final de semana umas dez balas, era muito pesado. Tinhas vezes lá que eu entrava em uma boate e virava a noite, a boate não fechava. Cheguei a ficar dois dias na boate. Lá a cocaína era muito cara e só rico que usava e eu comecei a andar com pessoal muito rico lá de Sidney e aí começaram a me oferecer”, contou em entrevista à Raissa de Oliveira durante uma live no Instagram.

Em dezembro de 2019, ele resolveu falar mais abertamente da questão em seu Instagram. O jornalista publicou uma imagem com o significado do termo “escravidão” e falou na legenda sobre a sua trajetória. “Se existe alguém transparente nessa vida, esse alguém sou eu. E por isso que está claro para qualquer imbecil que meus últimos meses foram de altos e baixos do meu lado mais obscuro, a droga.”

Léo Dias explica que inicialmente os motivos que o levaram para o vício foi a busca de prazer sexual, mas que com o passar do tempo, a vida estressante pelo trabalho se tornou um gatilho e a cocaína a sua fuga. “Há alguns anos (tentando) fazer terapia especializada em compulsões, chegamos a conclusões de que os fatores externos profissionais abalam demais a minha saúde mental e me faz procurar a droga. Mas porque eu procuro algo que eu sei que tem consequências terríveis para a minha vida? Uma das razões é fuga, sim, simplesmente fuga. Justamente eu, que pareço tão corajoso, fujo para não encarar de frente os meus problemas”, desabafa o jornalista que alega ser o único culpado da situação em que chegou. Ao final, ele conclui dizendo estar exausto daquela vida, sensação que perdurou por um tempo.

Apenas um mês após esse relato, circulou nas redes sociais um vídeo no qual o jornalista fazia uso de drogas. Aquele parecia o fundo do poço. Léo Dias já revelou inclusive que pensou em tirar a própria vida naquele momento, mas permaneceu firme, até um outro abalo parar a internet: sua briga com Anitta. Eles eram muito próximos.

Em junho de 2020, já durante a pandemia, o jornalista e a cantora se envolveram em uma briga que repercutiu por semanas. Tudo começou quando Léo alegou que a mãe da cantora havia saído de casa por não concordar com a forma que a filha vivia. Anitta se defendeu alegando que não havia problema algum com a sua mãe, que as duas estavam bem, mas que ela preferiu morar em outro lugar para ter o próprio espaço. Logo os fãs da cantora foram atacar o jornalista, que não gostou nada e apareceu muito irritado nos stories. “A verdade apareceu. É para vocês calarem a boca, porque eu estou muito puto com essa história. Infelizmente, eu tive que voltar a falar com ela (Anitta) e botar uma realidade na cabeça dela: se ela não falasse a verdade, eu falaria outras verdades dela, e aí ela baixou a bola e falou a verdade.”

No auge da confusão, Léo Dias envolveu até a religião de Anitta, o candomblé. Ele disse que era para a cantora usar a religião para o bem e não o mal. No final, bem alterado, ele diz “Para de me mandar mensagem, Anitta”.

A discussão rendeu em sites de fofocas por semanas e o jornalista chegou, de fato, a um de seus momentos mais difíceis. Somado a isso, o isolamento social o colocou ainda mais facilmente à disposição das drogas, até Léo resolver dar um basta. "A quarentena e a pandemia me fizeram chegar ao mais profundo do poço. E vir para cá [Muro Alto] foi um sacode pessoal", detalhou em uma entrevista ao programa Pânico.

Cansado daquela vida, o jornalista resolveu passar um tempo em Pernambuco, estado natal de sua família, e não voltou mais. Desde que se mudou, em junho de 2020, Léo afirmou algumas vezes estar limpo das drogas. Segundo ele, seu estilo de vida mudou completamente. Ele diz que precisou se adaptar e passar por um período intenso de terapia e conscientização. “Estou me alimentando bem, acordando todos os dias às 5h da manhã. Teve um dia que eu dormi às oito da noite. Estou malhando, cuidando do meu corpo, da minha saúde. É outra história”, completa Léo Dias.

Quanto às drogas, ele deixou claro durante uma entrevista à Rádio Bandeirantes que sempre vai lutar contra o vício. “Eu sou dependente químico e vou morrer dependente químico. Tenho recaídas até hoje. Estou limpo por um período grande, mas não me coloque em uma situação de risco. Não posso, por exemplo, ir para uma boate lotada com um monte de gente se drogando, é um gatilho”, explica.

Léo Dias comemorou a data com algumas fotos que representam a nova fase de sua vida. Foto: Reprodução/Instagram