Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Comportamento » Saúde mental

Além de Whindersson Nunes, saiba quem são os outros famosos que lutam contra a depressão

Whindersson Nunes preocupou fãs ao parecer triste. Veja quem são outras celebridades que enfrentam a doença

Redação Publicado em 23/06/2021, às 14h08 - Atualizado às 15h03

Reprodução
Reprodução

Depois da morte de João Miguel, seu filho com Maria Lina que morreu após nascer prematuro, Whindersson Nunes não está vivendo dias fáceis. O humorista, de apenas de 26 anos, recentemente apareceu com o rosto tatuado e um semblante triste, que fez seus fãs se preocuparem e questionarem se ele não estaria novamente lutando contra a depressão.

Maria Lina e Whindersson no estúdio de tatuagem, onde Nunes escreveu "live like a warrior", do inglês “viva como uma guerreiro", além de tatuar uma lágrima, um rostinho triste e um chapéu de cangaceiro. Do lado direito do rosto, ele tatuou uma cruz, um rostinho feliz e as letras JM, iniciais de João Miguel. Foto: Reprodução

O influenciador revelou viver com a doença em 2019 e disse que os principais fatores que o levaram à depressão foram a fama e a expectativa do público. Whindersson é o maior youtuber do Brasil e um dos maiores do mundo, com mais de 42 milhões de inscritos em seu canal do Youtube.

Com os rumores, quem se pronunciou sobre o assunto foi a mãe de Whindersson, a
Valdenice Nunes, que comentou negou que o filho estaria tendo alucinações e disse estar irritada com os boatos mentirosos. "Estou com muita raiva. Tem gente que não tem o que fazer... (...). É chato você amanhecer o dia e ver certas pessoas, que não têm o que fazer na vida, postando foto do meu filho, dizendo que ele está apelando para a família, que está tendo alucinações. Parem com isso! Isso não está existindo! Meu filho está muito bem de saúde. Está sentido? Está! Ele perdeu o filho dele. Mas do que estão falando, que postaram, parem com isso", acrescentou ela.

Depois que assumiu a depressão, o influencer disse que não sentia vontade de viver e que foi preciso fazer tratamentos, se consultar com terapeutas e até ir para um retiro se cuidar. Whindersson não é o único famoso a lidar com a depressão. O Glow News preparou uma lista com algumas celebridades que já enfrentaram a doença. Confira:

Bruna Marquezine

Em 2018, uma das atrizes brasileiras mais requisitadas da atualidade, Bruna Marquezine revelou já ter sofrido com distúrbio de imagem e depressão. Em suas redes sociais, a jovem de apenas 25 anos decidiu contar sobre o seu caso como uma forma de alerta, pois vinha recebendo uma onda de comentários sobre estar “magra demais”e foram justamente as falas sobre o seu corpo que desencadearam o distúrbio.

Ela contou que durante um período quando era mais nova, recebia constantemente comentários sobre estar “gordinha”. “Eu acreditei. Acreditei na opinião alheia e comecei a detestar meu corpo. Achava que tinha que emagrecer de todo jeito. Tomava laxante todos os dias, por mais de três meses. Junto com tudo isso eu tive depressão, por não me aceitar. Não me achar bonita o suficiente, consequentemente, não me achar boa o suficiente para nada”, contou em seus stories do Instagram.

A família de Bruna logo percebeu que a menina não estava bem e a levaram em consultas com especialistas. A atriz começou a fazer terapia e viu resultado. Nas redes sociais, a atriz sempre ressalta que as pessoas não devem comentar sobre o corpo umas das outras, mas que, hoje em dia, já consegue se blindar das mensagens maldosas.

Gisele Bündchen

A supermodelo Gisele Bündchen não esconde que já sofreu com a depressão e síndrome do pânico.

Em entrevista ao caderno The Observer, do jornal inglês The Guardian, Gisele revelou que quando entendeu estar sofrendo com a depressão, preferiu não tomar remédios, mas sim investir na meditação e trabalho de respiração. Na época, foi muito criticada por, supostamente, passar uma imagem irresponsável quanto aos medicamentos, que muitas vezes são a única resposta para a doença, mas a musa explicou que essa foi apenas a forma como ela encontrou “cura”.

Sobre a sua experiência, Gisele afirma que se sentia amedrontada e com a sensação de como se fosse morrer. “Eu não conseguia respirar. E o que percebi foi que estou criando isso para mim: estamos criando as vidas que estamos vivendo com nossas ações e temos uma escolha. Eu escolhi entrar na minha rotina de meditação porque foi uma ferramenta que eu achei para me curar."

Anitta

A cantora Anitta também sofreu com depressão. “Acho que a depressão chegou para mim quando comecei a prestar atenção demais ao que as pessoas tinham a dizer sobre mim”, disse durante uma entrevista ao site Freeda. Ela também falou mais sobre a doença durante uma participação no programa ‘Bem Estar’ na Rede Globo, quando explicou que a mesmo com o sucesso estrondoso, não conseguia se sentir realizada. “Quando veio o ‘Vai, Malandra’, que tudo deu muito certo e não tinha nada para reclamar, ainda assim não estava feliz. Foi aí que acendeu a luzinha. Era bem difícil sair de casa, de levantar da cama, sair do quarto. Era uma luta. Eu não estava conseguindo atender as pessoas no camarim, atender os fãs”, revelou.

Para a cantora, o seu processo de melhora esteve ligado ao autoconhecimento. Com tantos comentários negativos que recebe na internet, ela precisou saber de fato quem era para não se deixar levar pelos burburinhos. “Quando você entende que as pessoas não conhecem a sua história, não sabem pelo que você passou, não sabem como é… Estão vendo de fora e não sabem o que passou para chegar até aquele ponto. Quando entendi isso, comecei a ver os comentários, a pressão e as expectativas que têm de mim assim ‘é, eles não sabem de nada’. Eles estão falando, mas não sabem a coisa real que se passa na minha vida. Não tem propriedade para falar. Minha mãe tem, meu irmão tem… Quanto entendi isso, fiquei melhor na minha vida”, explicou.

A poderosa passou a se consultar com médicos especialistas e tomar as medicações. “Consegui encontrar um remédio que não me dá nenhum efeito [colateral], está super funcionando para mim”, comemorou.

Paula Fernandes

A cantora Paula Fernandes falou publicamente sobre a doença em 2018, no programa "Vai, Fernandinha", apresentado por Fernanda Souza. Durante a participação, ela disse que enfrentou a depressão no início da carreira, quando precisou assumir responsabilidade e viver uma vida pública. Com o quadro se agravando e a vida corrida, Paula se viu sem vontade de viver. "Avistei a janela e queria pular. Aí vi que o negócio estava feio. Emagreci 7 quilos, cabelo caiu", contou a artista.

No início, foi resistente à terapia porque “achava coisa de gente doida”, mas, quando decidiu começar o tratamento, começou a ter resultados. “Voltei a sonhar", afirmou Paula.