Glow News
Instagram Glow NewsYoutube Glow NewsTikTok Glow NewsFacebook Glow NewsTwitter Glow News
Beleza » ATENÇÃO!

Alerta! Algumas maquiagens são vendidas com substâncias que causam câncer

Os produtos testados contêm elementos usados em materiais de limpeza, construção e industriais

Redação Publicado em 15/07/2021, às 15h52

Algumas maquiagens testadas causam câncer - Reprodução/Divulgação
Algumas maquiagens testadas causam câncer - Reprodução/Divulgação

A Environmental Science & Technology fez um estudo recente em que mostra que substâncias usadas em produtos de combate a incêndio, como espumas e sprays, estavam sendo usadas em algumas maquiagens. Isso porque, os tais elementos provocam longa duração e resistência à água, principalmente em batons e máscaras de cílios. Acontece que, essas substâncias contêm um elemento cancerígeno e uma grande quantidade tóxica.

No total, foram realizados testes em 231 produtos de marcas diferentes, que não tiveram seus nomes citados pela pesquisa, vendidos nas mais famosas perfumarias dos Estados Unidos e do Canadá.

Em todos os produtos, literalmente todos, foram encontradas as substâncias perfluoralquil e polifluor alquil (PFAS) - que são altamente tóxicas. As informações são do Jornal do Brasil.

Polifluor alquil (PFAS)

Uma vez que essa substância entra em contato com o organismo, ela não é eliminada e sim acumulada. A PFAS também é totalmente prejudicial ao meio ambiente e os animais, principalmente os marinhos.

O perfluoralquil e polifluor alquil, normalmente, são utilizados em revestimentos resistentes a óleos, gorduras e espumas de combate a incêndios, surfactantes, tratamento de superfícies e inseticidas.

A dermatologista pós-graduada em Harvard e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Valéria Campos, explicou o perigo que as substâncias citadas causam:

“Esse composto é muito encontrado nas águas e pode causar câncer. Apesar de fazer mal a todos, infelizmente, ele ainda é usado em muitos produtos, além dos cosméticos”.

“Imagine, então, os efeitos ao colocá-lo diretamente na boca e nos olhos?” Nesse sentido, a especialista alerta que, “por ser a substância hidrofóbica, ou seja, resistente à água, o que propõe tornar a maquiagem ‘especial’, é, na verdade, preocupante”, disse Valéria, que continuou:

“Precisamos ficar atentos, porque se trata de uma substância cancerígena; os produtos mais baratos costumam ter mais metais tóxicos, apesar de isso não vir escrito nas embalagens”.

A especialista ainda chamou a atenção dos pais, para que não deixem que as crianças usem qualquer maquiagem:

“Elas não podem usar qualquer produto, porque a pele da criança é mais sensível. Existem produtos adequados, mas é preciso sempre ter cuidado.

Além disso, as empresas de cosméticos não são obrigadas a informarem todas as composições de seus produtos.

“É importante pressionarmos as empresas a divulgarem o que estamos consumindo; é preciso constar nas embalagens, quais são os ingredientes usados. Essas substâncias encontradas nas maquiagens podem ser alergênicas e cancerígenas e todos têm o direito de saber sobre isso”, apontou Valéria Campos.

O estudo da Environmental Science & Technology pretende alertar a todos os consumidores sobre os riscos, além de ser uma maneira de fazer as empresas de cosméticos informarem aos seus clientes o que eles estão consumindo.